Fazendo a Diferença

Os tempos mudaram, os desafios que surgem hoje são diferentes dos enfrentados até então. Pressão por resultados positivos, exigência crescente de alto padrão de qualidade em atendimento, produtos e serviços, agilidade nas tomadas de decisão, expectativa de vida útil das pessoas aumentando, mudanças nas leis de aposentadoria e principalmente a velocidade da obsolescência da tecnologia e do conhecimento em todas as áreas, são alguns dos desafios encontrados nos dias atuais, entre outros...

A maneira mais eficaz de preparar-se para essa nova realidade é administrar as características pessoais, reavaliar conceitos e conscientizar-se de suas necessidades, desenvolvendo virtudes e competências individuais para lidar com o todo...

A empresa que perceber e souber aproveitar-se destas circunstâncias, oferecendo aos seus colaboradores a oportunidade de auto-desenvolvimento, fará a grande diferença no mercado, assim como o profissional empenhado em desenvolver seu potencial pessoal, pois tecnologia e conhecimento estão à disposição de todos. O que realmente faz a diferença é a atitude das pessoas diante das diversas situações do dia-a-dia, a qualificação pessoal.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Retrospectiva e Projeto

Hoje, fazendo minha retrospectiva de 2015 e programando 2016, dei-me conta que este ano foi sim de algumas dores, alguns dissabores, lutas e buscas muito mais internas do que externas, percebo que realmente tenho aprendido e assumido, a cada dia, uma parcela maior de responsabilidade por meus resultados, atribuindo, cada vez menor expectativa em outras pessoas ou acontecimentos fora de mim.
O resultado desta consciente escolha me proporciona melhor competência para lidar com aquelas situações que fogem a minha alçada. Como costumo dizer: “Na vida não existe 100% bom ou ruim, e tudo faz parte da vida.” Não temos o controle sobre tudo, mas se cuidarmos do nosso percentual, tudo flui com maior harmonia e êxito.
O que faz a diferença não é o que nos acontece, a situação que vivenciamos, mas como a vivenciamos, o significado que atribuímos a ela.
Se a cada adversidade, em vez de ficar criticando, lamentando ou se queixando, a pessoa buscasse a sua responsabilidade e o aprendizado que pode fazer do fato ocorrido, amadureceria, transformar-se-ia, evoluiria e se tornaria cada vez mais livre, leve e feliz.
Concluo que 2015 foi melhor que 2014 e assim o progresso será contínuo a cada ano que sigo nessa caminhada em busca da minha evolução. Por isso, expresso aqui minha gratidão pelo saldo super positivo de amor, saúde, harmonia, conquistas em todas as áreas da minha vida em 2015.
Reafirmo: Sei que a caminhada é longa e árdua, ainda tenho muito a andar, mas quanto mais projeto, ajo, me responsabilizo e administro meu ano, melhor e mais fácil de ser vivido ele se torna.
Que venha 2016, com todos os desafios que me farão amadurecer e evoluir ainda mais e com os frutos dessa transformação.´
Feliz Ano Novo!